“AMANHÃ TEM CORRIDA, QUEM VAI? VAMOS NA PIPOCA?”

Esse diálogo hipotético vem se repetindo cada vez mais no cotidiano dos praticantes de corridas aos finais de semanas em todo o País. Para os que desconhecem o termo “Pipoca”, é um nome simpático para o famoso bicão, aquele penetra não convidado a participar da sua festa. O “corredor pipoca” pode ser aquele que se manifesta contra os abusos dos valores das inscrições ou ser um “corredor carente”, aquele que necessita ter muitas pessoas ao seu lado e utiliza a estrutura do evento como apoio. De certo, nada justifica tal atitude. É no mínimo desrespeitoso com os inscritos oficiais do evento. Mas vamos entender os riscos por trás de se participar como “Pipoca” ou até mesmo de se participar de qualquer corrida sem boas estruturas.

Essas estruturas das grandes corridas trazem alguns atrativos como kits sortidos, camisas, chips para cronometragem, pontos de hidratação, estruturas de apoio para recuperação e algo importante, que nem todos estão atentos, os seguros contra acidentes e as equipes de médicos para emergências. Quando se opta em correr na pipoca, você não está coberto desses direitos pela organização da prova. Na verdade, utiliza-se inadequadamente do que é possível, como água, bebidas isotônicas e até as medalhas. Muitas vezes, o evento se planeja para atender a um número específico de pessoas e os “Pipocas” atrapalham o fornecimento da estrutura para quem se inscreveu. Isso vem gerando algumas situações constrangedoras, como acabar a hidratação e medalhas antes do tempo, além do “Pipoca” ser convidado a se retirar do percurso.

6 MOTIVOS PARA NÃO SER “PIPOCA”:

  • 1 A grande estrutura de apoio aos corredores nos eventos;
  • 2 Não consumir um serviço que você não ajudou sem se inscrever;
  • 3 Estar identificado e assegurado pelo evento no caso de emergência;
  • 4 Não atrapalhar o planejamento de espaço para o evento pois acaba tendo um número maior de pessoas do que o planejado e prejudica até para poder correr aumentando os riscos de acidentes;
  • 5 Ter respeito e ética pelo seu colega de corrida princípios do esporte;
  • 6 O prejuízo financeiro para os organizadores além de se dar uma falsa imagem que a organização não se planejou para atender a todos.

O mais difícil de aceitar é alguns grupos organizados ou até alguns profissionais estimularem seus clientes a participarem da corrida como “Pipoca”. Como profissional de educação física, vejo essa atitude como um grande risco e um mau exemplo aos clientes. Desmerece o trabalho de muitas pessoas envolvidas na realização do evento e desvaloriza seu próprio trabalho como profissional no futuro. Esse cliente que hoje não valoriza o evento amanhã não vai valorizar a prescrição do profissional. É um ciclo vicioso.

Por outro lado, deparamo-nos com alguns organizadores que exageram nos valores cobrados das inscrições, gerando uma série de insatisfações. Mas pergunto: não seria melhor o “Pipoca” não participar do evento? Treinar com seus amigos em outro local? A melhor forma de manifestar insatisfação é não participar, pois como “Pipoca”, você continua dando público ao evento, atrapalha os inscritos e ainda corre o risco de numa emergência não ter o devido socorro, pois como os organizadores vão identificar você? Vamos pensar antes de virar um “Pipoca”.

Prof. Michel Rodney L. de Souza CREF 00964G/CE Membro da Academia Brasileira de Treinadores – ABT/COB Técnico da Seleção Brasileira de Atletismo Diretor da MR Team Assessoria Esportiva – Ceará Presidente da Associação das Assessorias Esportivas do Estado do Ceará – AEAF/CE Foto: Arquivo Pessoal
Prof. Michel Rodney L. de Souza CREF 00964G/CE
Membro da Academia Brasileira de Treinadores – ABT/COB Técnico da Seleção Brasileira de Atletismo Diretor da MR Team Assessoria Esportiva – Ceará
Presidente da Associação das Assessorias Esportivas do Estado do Ceará – AEAF/CE
Foto: Arquivo Pessoal

 

  • ponto-de-vista-800x723

    Segurança do atleta

    QUANDO UMA CORRIDA PODE SER PERIGOSA. Cada vez mais, Fortaleza tem sediado eventos de corr…
Carregar mais artigos relacionados
  • ponto-de-vista-800x723

    Segurança do atleta

    QUANDO UMA CORRIDA PODE SER PERIGOSA. Cada vez mais, Fortaleza tem sediado eventos de corr…
Carregar mais em Ponto de Vista

Além disso, verifique

Segurança do atleta

QUANDO UMA CORRIDA PODE SER PERIGOSA. Cada vez mais, Fortaleza tem sediado eventos de corr…